Blog posts

Viagem de avião sozinha com filho pequeno

Viagem de avião sozinha com filho pequeno

Dicas da Mama, Perrengue, Viagem

Nossa colunista Fabiana Guiderolli Torii andava sumida, mas por uma ótima causa! Ela mudou-se para Hong Kong (aguardem posts com dicas de lá…). Para a mudança, ela encarou uma grande aventura, pois como o marido já estava por lá ela viajou sozinha com o filho! Super corajosa não? Ela conta agora a experiência pra gente, pois uma viagem dessas rende dicas para outras mães que precisam se organizar (ou tomar coragem) para viajarem sozinhas com seus filhos!

“Oi pessoal tudo bem? Estava sumida , mas voltei !

Voltei para falar da experiência de viagem com filho pequeno. Estou em Hong Kong e para chegar aqui são cerca de 25 horas de voo, fora conexões e a chegada no aeroporto. O Dudu tem um ano e um mês, e veio bem ! Voamos de Emirates, que tem um ótimo serviço e um bom auxilio para quem viajava sozinha “acompanhada” como eu . Pedi berço e comida para ele no check in para as conexões também, fiz a conexão em Dubai . Depois volto a falar de lá .

Precisei de alguns apetrechos para ajudar nesta longa jornada: -Brinquedos pequenos -Telefone carregado com vídeos que ele gosta -Bolachas e snacks Conversei com o pediatra também para saber o que eu poderia fazer pois são muitas horas de voo e gostaria que ele dormisse tranquilo.  Ele então receitou a medicação que funcionou bem .

Primeira fase da viagem 14 horas de avião!! Era a que eu tinha mais medo, pois o Dudu é um big boy e tem dez quilos, mas dormiu no berço em alguns momentos .  Chegando em Dubai , eu teria que aguardar 6 horas para fazer a conexão, mas fomos avisados que havia um tufão em HK e nosso voo foi cancelado e remarcado para o dia seguinte. Pensei: Meu Deus!! Rs.  A Emirates nos encaminhou para um hotel e descansamos poucas horas por lá , mas Dubai é super interessante!

Não pude ver muita coisa . O aeroporto é enorme e são muito cordiais. Como meu carrinho foi direto para HK , fiquei no aperto por lá , mas logo vi que no aeroporto e em vários lugares você tem carrinhos de bebê disponíveis! Adorei! Fiquei no hotel Copthone que é próximo do aeroporto. Olhando a vista do meu quarto parecia um oásis.   Mais espaco para o Dudu descansar…

Vista do hotel
Vista do hotel
Dudu se esticando no berço do hotel
Dudu se esticando no berço do hotel

No dia seguinte , voltamos para o aeroporto, mais 8:30hs de voo para Hong Kong. Usei pela primeira vez o 380: o avião de dois andares. Super confortável! Gostei , mas já não aguentava mais ficar sentada ! Quando chegamos foi um alívio, mas esqueci de algo importante: Pegar as malas!!! Peguei o Dudu e sentei … e avisei meu marido … aguarda mais um pouco amor, estou aguardando as malas e estou sem carrinho. Com mochila, bolsa mais Dudu… Mas no final foi maravilhoso encontrar meu marido, estávamos com saudades!  Final da viagem! A carinha de que aguenta todas! A da mamãe… cansaço total .”

Fabiana e Dudu no fim da viagem
Fabiana e Dudu no fim da viagem

biaminicv

 

About the author

Giuliana Pierri, psicóloga clínica e mãe da Victoria. É extrovertida e fala até com as paredes. Sempre gostou de moda e, como mãe de menina, expandiu o seu interesse também por moda infantil. A maternidade me desacelerou um pouquinho (só um pouquinho!) e me proporcionou um pouco mais de paciência para aproveitar a vida ao lado da minha família.

5 Comentários

  1. Chris Ferreira
    14/11/2016 at 12:13
    Reply

    Um voo realmente muito longo. Mas a Emirates tem um serviço ótimo e que facilita bastante a vida dos viajantes. Muito importante estar equipada e preparada para que a criança não sinta tanto o cansaço e os efeitos do voo prolongado. Muito importante consultar o pediatra de confiança. No meu caso, a minha pediatra nunca liberou remédio para os voos, mesmo que fossem prolongados.
    beijos
    Chris

  2. Lele
    13/11/2016 at 23:03
    Reply

    Gostei das dicas. Viagem longa né?
    mas tirou de letra
    Bjs
    Lele

  3. Ariane Baldassin
    11/11/2016 at 17:24
    Reply

    Não sei se teria coragem com duas crianças. Fui para Cingapura em 2012, grávida de dois meses da Lara, e também andei no A380. Muito legal!

  4. Beatriz Borges
    09/11/2016 at 22:50
    Reply

    Que bom que deu tudo muito certo, eu não teria tanta destreza numa viagem solo com Melissa pequena ( a única vez que viajei com ela de avião, eu ainda era casada, e mesmo assim não foi fácil). É bom para ajudar outras mamães que pretendem se aventurar sozinhas com os filhotes de avião.

  5. Claudia
    09/11/2016 at 15:01
    Reply

    Que amor a carinha do pitoco! Aqui as meninas seguram bem o tranco. Acho que já acostumaram. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *