Blog posts

Semana da Amamentação

Semana da Amamentação

Comportamento, Dicas da Mama, Saúde

Essa semana é comemorada a  Semana da Amamentação e recebemos por aqui essas informações da Philips que destaca a importância de suporte para a amamentação. Não é publipost, estamos postando porque este é um assunto super importante e queremos compartilhar com vocês.

O aleitamento materno é uma prática fundamental para que os bebês tenham um desenvolvimento saudável, pois garante os principais nutrientes e proteção imunológica. Apesar dos vários esforços existentes no sentido de educar futuras e novas mamães sobre a importância da amamentação, especialmente durante os primeiros seis meses após o nascimento, mais de 60% dos recém-nascidos na América Latina não recebem exclusivamente leite materno durante esses seis meses.

Eu, Clau, amamentei o Guigui durante os seis primeiros meses exclusivamente no peito. Foi dolorido no começo mas depois consegui amamentar sem problemas. O Gui ficou 18 dias internado quando nasceu e durante esse período eu dava o peito e depois tirava o meu leite no banco de leito do hospital para ele poder tomar durante a madrugada.

A Royal Philips durante a  Semana do Aleitamento reforça a necessidade de educar tanto as mães como os profissionais da saúde a fim de que eles disponham dos conhecimentos e dos recursos necessários para assegurar um futuro de nutrição sustentável.

“Como aliada estratégica dos profissionais da saúde, devemos continuar trabalhando para criar um ambiente no qual a amamentação desde o nascimento seja uma regra”,disse a executiva da Philips líder da área de Saúde Pessoal para a América Latina, Fabia Tetteroo-Bueno. “Sabendo que a mortalidade infantil foi reduzida em 67% na América Latina durante os últimos 25 anos[2] e entendendo que o aleitamento é um fator chave na redução desta mortalidade, concentramos nossos esforços em proporcionar soluções para que as mães amamentem confortavelmente e que os profissionais da saúde possam prestar o apoio necessário”, acrescentou.

“O aleitamento materno nos primeiros seis meses diminui o risco de doenças infantis, além disso, está comprovado que os bebês alimentados com leite materno têm menos propensão à diabetes e à obesidade quando adultos, disse o Dr. Enrique Ruidiaz, Pediatra Neonatologista do Hospital Punta Pacifica no Panamá“Como profissionais da saúde, somos os encarregados de liderar e orientar os pais no início de sua jornada com o bebê. Além disso, como temos o primeiro contato com o recém-nascido e a mãe, o sucesso do aleitamento materno exclusivo desde o nascimento está nas nossas mãos”, acrescentou.

Os primeiros 1.000 dias de vida de um bebê são os que mais influem no seu desenvolvimento e a amamentação tem um papel significativo. Por isso, a Philips procura ajudar os profissionais da saúde e as mães a encontrar soluções para conseguir cumprir com as metas estabelecidas desde antes do nascimento do bebê até seus primeiros anos de vida.

No Brasil, a Philips Avent, área dedicada ao desenvolvimento de soluções para o cuidado com os bebês e mamães, entre as iniciativas da marca que contribuem para aumentar os índices de aleitamento e melhorar a saúde materno-infantil em geral está a recém lançada plataforma unbranded Escolha de Mãe, espaço dedicado para conversas entre mães sobre as escolhas da maternidade. Outra iniciativa da marca para estimular conversas sinceras está no lançamento da campanha “Amamentação: onde, quando e como. A mãe Escolhe” que traz depoimentos reais de mães revelando suas escolhas para garantir o melhor começo para uma vida saudável de seus bebês em diferentes situações, como a volta ao trabalho no fim da licença maternidade, a superação da dor ao amamentar e da não pega do bebê, além de questões de saúde que podem impedir a amamentação. A conversa ainda irá discutir outros temas relevantes, como a importância do apoio familiar durante a fase de amamentação.

O objetivo da Philips Avent ao colocar esses temas em pauta é compartilhar histórias reais que gerem inspiração e identificação entre as mães que vivem os mesmos desafios. “Acreditamos que as escolhas da maternidade precisam ser feitas sem julgamento e com respeito e que as conversas precisam ser abertas e sinceras. Assim, é preciso haver espaço para as mães conversarem sobre a maternidade e trocarem experiências de forma livre”, explica Alina Asiminei, diretora de marketing da área de Saúde Pessoal da Philips.

 

About the author

Ana Claudia Cukier, jornalista, tímida, madrinha de duas meninas lindas e doces e mãe do Guilherme. Hoje me realizo nas funções de mãe e blogueira e tenho certeza que a maternidade me deu paciência, uma virtude que eu não tinha e que hoje não consigo me imaginar sem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *