Blog posts

Muffin salgado “do bem”

Receitas, Saúde

Aqui em casa, tentamos manter uma alimentação saudável.

A Vicky é uma criança que sempre comeu de tudo, mas de uns tempos para cá, começou a se tornar mais seletiva. Isso fez com que eu começasse a pesquisar alternativas “camufladas” e mais atraentes para um pequeno ser de 3 anos de idade.

Fiquei horas tentando achar a referência da receita que darei hoje, mas não consegui… Tenho quase certeza que saiu de algum grupo de mães do Facebook (Sorry! Se alguém for o “dono” pode se manifestar).

A receita é super simples, porque quem me conhece sabe das minhas “habilidades” (só que não) na cozinha. Além disso, a mesma já sofreu algumas alterações (meu marido sempre fala que eu NUNCA consigo fazer algo sem dar meu “jeitinho”). Às vezes dá certo, às vezes… ????????????????. Bom, vamos lá, que essa receitinha fez sucesso por aqui!

Ingredientes:

  • 1 cenoura ralada
  • 1/2 abobrinha italiana ralada
  • 1 xícara (chá) de milho (aqui tento não usar enlatado, por causa do sódio)
  • 1/2 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 limão 
  • 200gr de frango moído
  • Aveia em flocos
  • Quinoa
  • 2 colheres (café) de curry

Modo de Preparo:

Temperar o frango moído com sal e limão.

Dourar a cebola e o alho, e colocar os legumes e o frango para refogar. Quando esfriar, vá jogando a aveia e a quinoa até virar uma farofa (tem que ficar um pouco úmida). 

Ajustar o sal e misturar o curry.

Forrar as forminhas com papel vegetal (para não precisar untar). 

Levar ao forno a 180 oC, até ficar douradinho. 

A receita rende 2 formas, foto de antes de ir pro forno

Como eu disse, a receita sofreu uma alteração, o frango moído foi por minha conta. A Vicky comeu com curry mesmo, mas ainda acho que dá para mudar o tempero, no caso da criança não gostar de condimentos com gosto mais acentuado. Como vocês viram, a aveia e quinoa não possuem medida certa, é “a olho mesmo”…  

Prato da Vicky: arroz, feijão, milho e muffin “do bem”
  
Pessoal, receita super fácil hein?! Não tem desculpas! Quem fizer depois me conta!

About the author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *