Blog posts

Manual de etiqueta para crianças em prédios

Comportamento, Dicas da Mama

Já estou há tempos pensando em escrever um post assim, pois antes de casar eu morei a minha vida em toda em casa. Depois do casamento mudei para apartamento (já estamos no terceiro) e não me imagino mais morando em casa… Só que desde então, me chama a atenção alguns episódios que presencio e alguns tantos outros que me contam sobre a forma como as crianças que vivem em prédios se comportam.

Prédios

Pensando nisso, eu resolvi escrever algumas regrinhas que acho importante ensinar as crianças para que a convivência com os vizinhos se torne mais tranquila. Escrevo aqui o que tenho transmitido para a minha filha, pois acho que é fundamental que os pais observem o comportamento e a conduta de das crianças. Não adianta nada reclamar das outras pessoas e não passar valores para quem está sob sua responsabilidade.

Vamos lá!

  1.  Parece muito óbvio (mas infelizmente não é!): ensine seu filho cumprimentar todos: desde funcionários até vizinhos. Aqui a regra é essa: não está a fim de bater papo, não tem problema! Só que bom dia, boa tarde e boa noite não são opcionais… É o mínimo que podemos fazer!
  2. Quem está esperando o elevador deve aguardar as pessoas que estão dentro do mesmo saírem para depois entrarem, ou os esbarrões acontecerão sempre.
  3. Chegou em casa? Tire os sapatos! Aqui a regra acontece por dois motivos: acho super anti higiênico andar com os sapatos que você acabou de chegar da rua pela casa e também porque não precisamos incomodar os vizinhos de baixo com o toc-toc-toc…
  4. Respeito aos horários de silêncio do prédio: sempre explico para a Vicky que de manhã cedo e à noite são os horários que as pessoas descansam e o barulho (de gritos, correria ou televisão alta) podem atrapalhar.
  5. Complementando a regra 4: bicicletas, patinetes e carrinhos existem para serem usados fora do apartamento (se o seu prédio não tem uma área externa para as crianças brincarem, que tal levá-las à uma praça ou parquinho?). Idem com bola.
  6. Criança na bicicletaO prédio tem brinquedoteca? Ou playground? Ou piscina? Ensine seu filho que são extensões de sua casa, ou seja, todos devem cuidar para que nada quebre ou fique fora de ordem… Eu costumo perguntar para a Vicky se ela gostaria de chegar em seu quarto e encontrar tudo bagunçado, sujo e/ou quebrado. Claro que ela não gosta da idéia!
  7. Garagem não é lugar de brincadeira. O entra e sai dos carros pode ser super perigoso para os pequenos.Garagem de carro
  8. Elevador é feito para te levar para um determinado andar, ou seja, nada de ficar apertando vários botões ou segurar a porta enquanto conversa com outra pessoa.
  9. Essa é super importante para os maiores: avise seu filho que quem não está sendo aguardado não pode subir para o apartamento. Claro, tudo bem se for alguém da família, mas prestadores de serviço não podem subir se os responsáveis não avisaram da visita… Questão de segurança super importante!
  10. Vai brincar na casa de algum vizinho? Avise aos pais aonde está. Não suma e nada de ir ficando… Sabe como é? Chegou de manhã para brincar e o jantar está sendo servido e nada da criança (ou dos pais) se mancarem! Claro que existem os amigos próximos, mas temos que mostrar aos pequenos que existem limites!

 

 

 

About the author

Giuliana Pierri, psicóloga clínica e mãe da Victoria. É extrovertida e fala até com as paredes. Sempre gostou de moda e, como mãe de menina, expandiu o seu interesse também por moda infantil. A maternidade me desacelerou um pouquinho (só um pouquinho!) e me proporcionou um pouco mais de paciência para aproveitar a vida ao lado da minha família.

6 Comentários

  1. Gleysa
    09/08/2016 at 15:27
    Reply

    Menina, por isso que eu não gosto de morar em apartamento e condomínio (rs) tem muita regrinha que eu acho chata, mas e importante para manter o bom convívio.

    Beijos
    Gleysa
    http://www.mamaeursa.com

  2. Louise
    09/08/2016 at 15:21
    Reply

    Aqui moramos em condomínio de casas, mas muito dessas regras podem ser aplicadas sim! Parece obvio mas não é! Assim que me mudei, fiz a comemoração de aniversário do meu filho na minha casa (não usei nenhuma área comum do condomínio), e pasmem fui recebida no dia seguinte com a reclamação da vizinha por não ter convidado o filho dela para a festinha! (Oi?! Acabei de me mudar, fiz uma comemoração íntima e deveria ter chamado?), ou seja, o manual as vezes é mais para os pais do que para as crianças!

  3. Lele
    09/08/2016 at 13:52
    Reply

    Eu fiz um post sobre a educação na porta da escola, na mesma linha!
    Parece obvio mas nao é mesmo…
    bjs
    Lele

  4. Claudia Bins
    09/08/2016 at 00:07
    Reply

    É incrível né, que tenhamos que relembrar algumas regras de convivência, mas hoje em dia as coisas andam bem difíceis nesse sentido.

    Clau
    @AsPasseadeiras

  5. Fabi Fontainha
    08/08/2016 at 20:21
    Reply

    Muito relevante o seu post Giu porque a convivência entre famílias num mesmo prédio pode ser terrível quando falta bom senso. São lições que não só as crianças precisam aprender, mas os pais também rs rs Beijos, Fabi Fontainha

  6. Dulcinéia
    08/08/2016 at 16:49
    Reply

    Muito bom seu post Giuliana! Acho muito válido ensinarmos a nossos filhos a se comportarem bem em qualquer lugar e ocasião. Eu nunca morei em prédios, mas sempre morei em avenidas. Então, assim como meus pais me ensinaram eu também ensino as minhas filhas a cumprimentarem as pessoas no quintal quando elas passarem pelo mesmo. E é como você falou, não está afim de muito papo, tudo bem! Mas o bom dia, boa tarde, boa noite, são fundamental na arte da boa educação.
    Beijinhos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *