Blog posts

Manual da Amamentação Segura

Manual da Amamentação Segura

Dicas da Mama, Saúde

Semana passada eu fui convidada para participar de um encontro super bacana da Lansinoh Brasil, com as presenças do médico ginecologista e obstetra Dr. Coríntio Mariani Neto (diretor técnico do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros e diretor da FEBRASGO- Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), da Dra. Ana Escobar (pediatra, consultora do programa Bem Estar e colunista da Revista Crescer) e Mariana Belém, do Mamãe de Primeira Viagem.

Dr Coríntio Mariani Neto e Dra. Ana Escobar
Dr Coríntio Mariani Neto e Dra. Ana Escobar

O tema do encontro foi “Amamentação Segura”…

Equipe Nós Mães com a Mariana Belém (Mamãe de Primeira Viagem)
Equipe Nós Mães com a Mariana Belém (Mamãe de Primeira Viagem)

Confesso que ao receber o convite fiquei um pouco desconfortável ao lembrar da minha experiência de amamentar a Vicky. Amamentei super pouco, já saímos do hospital com ela tomando complemento e nem 3 meses depois ela já estava apenas na fórmula, pois não tinha quase leite e descobrimos que ela era intolerante à proteína do leite. Lembro que tinha tanta dificuldade que cheguei a contratar uma especialista em amamentação que veio até a minha casa e… Me deixou mais confusa ainda: eram tantas as possibilidades e posições que foram mostradas que fiquei mais ansiosa ainda. Claro, com o tempo fui percebendo que tinha que encontrar o melhor para o meu conforto e da minha filha… Mas para quem não tinha a menor noção do que estava fazendo tudo era muito assustador! Por duas vezes tive rachaduras horríveis no peito e, justamente o que me salvou foi a pomada da Lansinoh. Na época, ainda não tinha pra vender no Brasil, mas fiz um estoque ao viajar para fazer o enxoval lá fora. Bom, mas porque estou contando tudo isso? Porque se eu tivesse acesso às informações que foram passadas durante o encontro, certamente o ato de amamentar teria sido muito menos traumático do que foi (vejam lá! estou falando da minha experiência hein?!). Por isso resolvi transmitir as informações para vocês, afinal de contas quem sabe se não posso ajudar alguém que esteja passando pela mesma situação que eu passei.

Dicas sobre a amamentação
Dicas sobre a amamentação

Em relação ao posicionamento do bebê para a amamentação é importante levarmos os seguintes aspectos em consideração: boa parte da auréola tem que estar na boca do bebê (e não apenas o mamilo), caso contrário podem acontecer rachaduras e cortes. O bebê tem que estar com a boca aberta, com os lábios para fora, tipo “boquinha de peixe”. Acreditem que as dicas acima são muito importantes, pois a boquinha do bebê é pequena, mas faz um tipo de vácuo. Se o seio não está bem posicionado, quando acaba a mamada você também não conseguirá retirá-lo do seio. O melhor jeito de soltar a boca do bebê é colocar seu dedo mínimo entre a boca do bebê e o seio: se você tentar puxar, o bico do seio pode ser “arrancado”. Descobri isso da pior maneira, portanto grávidas e recém-mamães: essa é a dica de ouro!

Outro dica importante é observar o nariz do bebê: ele deve estar livre para que a respiração nasal aconteça, caso contrário, a mamada não acontece continuamente, pois o bebê terá que parar a todo momento para tomar fôlego.

Uma das principais causas de interrupção da amamentação é o surgimento de fissuras e traumas mamilares decorrentes de uma técnica inadequada de amamentar o bebê. Claro, a dor é muito intensa! Por isso, é muito importante que as mães sejam muito bem orientadas por profissionais capacitados para que haja um posicionamento e pega adequados, para que o bebê sugue o seio do jeito certo.

Quando a lesão acontece é importante que a mãe reveja a forma como está amamentando e também utilize produtos que cicatrizem a lesão o mais rapidamente possível. O leite materno pode ser utilizado com essa finalidade, mas a cicatrização é mais rápida e eficiente ao aplicarmos o creme de lanolina no local. Outra dica é manter os seios “livres” de absorventes e sutiãs por um período diário para que se previna a proliferação de bactérias na área.

Lembram que eu falei que sofri muito para amamentar a Vicky né? A pomada da Lansinoh me auxiliou muito e realmente as 3x que eu tive fissuras, utilizei o produto e a cicatrização era rápida. Agora vocês devem se perguntar o por que de eu trazer esta pomada de fora sendo que existiam outras marcas aqui no Brasil… Na época eu pesquisei muito e realmente a Lansinoh garante a formulação da pomada: é a única com 100% lanolina ultrapura.

O motivo da preocupação era o acréscimo de outras substâncias nas fórmulas dos produtos aqui no Brasil. Me preocupava muito com isso e as informações que recebemos durante o encontro da semana passada me deixaram de queixo caído! Você sabia que aqui no Brasil, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que é o órgão que regula e autoriza o uso de todos os produtos relacionados à área de saúde e alimentação (dentre outros) considera a pomada de lanolina como um cosmético e não um medicamento? Sabe o que isso significa?

Os produtos que existem no mercado não são obrigados a disponibilizarem todos os componentes de sua fórmula. Dessa maneira, não somos informadas sobre o que estamos passando nos seios… Olhem o perigo!

Uma das regras básicas para a amamentação segura é a higienização dos seios e, quando pensamos em higienização não podemos considerar apenas o ato de limpeza, pois devemos garantir a ausência de produtos que possam conter substâncias tóxicas.

No próximo post falarei sobre um componente químico existente em produtos comercializados aqui no Brasil (inclusive em pomadas para rachaduras no seio) e a importância do aleitamento materno para o desenvolvimento físico e cognitivo do bebê… Aguardem!

About the author

Giuliana Pierri, psicóloga clínica e mãe da Victoria. É extrovertida e fala até com as paredes. Sempre gostou de moda e, como mãe de menina, expandiu o seu interesse também por moda infantil. A maternidade me desacelerou um pouquinho (só um pouquinho!) e me proporcionou um pouco mais de paciência para aproveitar a vida ao lado da minha família.

1 Comentário

  1. Claudia
    17/08/2016 at 18:30
    Reply

    O evento foi ótimo!
    Seu post ficou muito bom e esclarecedor
    É muito importante tratar este assunto com cuidado, ne Giu?
    Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *