Blog posts

Espetáculos e brincadeiras agitam o final de semana em SP

Espetáculos e brincadeiras agitam o final de semana em SP

Final de Semana, Passeio

E o agito agora é todo no final de semana. Tem música, teatro, dança, bonecos e muita diversão!

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Se estivesse vivo, Heitor Villa-Lobos, completaria 130 anos no dia 5 de março. Para celebrar o aniversário do compositor, a Biblioteca Parque Villa-Lobos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, exibirá o espetáculo teatral Ciranda Do Villa, no 5 de março (domingo), às 16h, com a Cia. Lúdicos de Teatro Popular.

Serviço:

Ciranda do Villa – Homenagem ao maestro e compositor Heitor Villa-Lobos

Local: Biblioteca Parque Villa-Lobos

Data: 5 de março (domingo), das 16h

Endereço: Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001, Alto de Pinheiros

Telefone: (11) 3024-2500

 

Museu da Imagem e do Som – SP

A cia BuZum! estreou o espetáculo Mamulengo na Maratona Infantil do MIS-SP e a temporada segue por todos os domingos de março no Museu (dias 5, 12, 19 e 26 de março), com entrada franca.

O enredo envolve uma aventura de dois amigos em pleno carnaval pernambucano e mostra as diversas vertentes tradicionais nordestinas. João cai num poço e sua amiga Joana precisa salvá-lo. Para isso, ela conta com a ajuda de um papagaio e de diversos personagens típicos da cultura popular presentes no carnaval nordestino, como caboclinho, maracatu, cavalo marinho e frevo.

Os mais de 40 bonecos utilizados no espetáculo são mamulengos confeccionados por mamulengueiros de Glória de Goitá de Pernambuco, cidade da zona da mata de Pernambuco, conhecida como a “Capital do Mamulengo”.

Mais informações no site www.buzum.com.br

 

A ILHA DO TESOURO
De 4 a 26 de março de 2017, o Teatro Décio de Almeida Prado, no Itaim Bibi, em São Paulo, recebe o espetáculo infantil A Ilha do Tesouro, de Rodrigo Andrade e Fábio Supérbi, da CIA O QUE DE QUE.

Em uma releitura da clássica obra de Robert Louis Stevenson, bonecos da companhia retratam a emocionante aventura de Jim, um garoto com aproximadamente 11 anos, que singra os mares dentro de um enorme navio, enfrenta piratas, vence os perigos de uma ilha deserta, encontra um fantasma e, por fim, descobre sua missão.

A temporada acontece de 4 a 26 de março de 2017 e os ingressos custam

R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia-entrada, válida para estudantes, idosos e professores da rede pública).

Teatro Sergio Cardoso

O espetáculo Pés Descalços, do Grupo Morpheus terá sua reestreia no dia 4 de março, às 16h, no Teatro Sérgio Cardoso.

A montagem utiliza a linguagem do teatro de animação para falar da beleza do encontro, da aceitação do outro, do despojar-se de ideias pré-concebidas, da força da imaginação e do ato criativo. A história narra o encontro de um menino e uma menina e da criação de um mundo que eles são capazes de construir dentro de um simples tanque de areia. Um mundo sem muros e com os pés descalços.

Museu da Imaginação

Imagine um museu onde as obras de arte podem ser tocadas. Um lugar onde as respostas não estão prontas e a imaginação é instigada a todo instante, por meio do experimento e da interação com o espaço e com outras crianças. Este é o Museu da Imaginação! Uma proposta totalmente diferente de lazer e cultura em São Paulo, que une arte, brincadeira, experiência e conhecimento.

Com dois mil metros quadrados, divididos em dois andares e três ambientes distintos, o Museu da Imaginação convida a criança a interagir e não apenas a apreciar a arte e, com isso, ampliar sua visão sobre as infinitas possibilidades do imaginar e do criar, que podem inspirar suas próprias produções. A estrutura também é totalmente acessível para que os portadores de necessidades especiais também possam aproveitar o espaço com total autonomia.

Quem quiser saber uma pouco mais sobre esse lugar acesse o site  http://museudaimaginacao.com.br/

About the author

Ana Claudia Cukier, jornalista, tímida, madrinha de duas meninas lindas e doces e mãe do Guilherme. Hoje me realizo nas funções de mãe e blogueira e tenho certeza que a maternidade me deu paciência, uma virtude que eu não tinha e que hoje não consigo me imaginar sem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *