Blog posts

Entrar na água após comer faz mal? Mito ou verdade?

Entrar na água após comer faz mal? Mito ou verdade?

Dicas da Mama, Diversão, Saúde

É inevitável chegar na época do calorão e lembrar dos gritos da mãe (sua mãe não gritava?! a minha gritava muito!) para que meu irmão e eu não entrássemos no mar ou piscina depois de comer… Quando eu recebi este material do Hospital Edmundo Vasconcelos quis muito passar as informações para vocês, afinal de contas é uma dúvida que todas as mães (e pais) têm.

Será que entrar na água após se alimentar realmente faz mal? Vejam o que o especialista tem a dizer:

De acordo com o gastroenterologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Eduardo Berger, qualquer pessoa pode entrar na água após as refeições, desde que não seja praticada nenhuma atividade física exaustiva.

“É mito achar que comer e entrar na água faz mal. O problema é praticar atividades esportivas que exijam demais do corpo, principalmente da função cardíaca. O coração precisa mandar mais sangue para os músculos, só que a digestão também requer energia”, complementa. O esforço realizado na água, por exemplo, pode provocar câimbras ou a falta de sangue no cérebro, gerando desmaios e afogamentos.

Berger explica ainda que, quando o alimento é digerido, o estômago precisa receber fluxo sanguíneo, mas ao fazer exercícios, o organismo passa a priorizar a distribuição do sangue para os músculos. “Para qualquer atividade é indicado esperar ao menos 30 minutos para iniciar um exercício após se alimentar”.

O especialista reforça que o cuidado deve ser tomado principalmente com crianças que gostam de pular e fazer piruetas na água. “Estes movimentos também exigem esforço do corpo e podem gerar algum mal-estar”, afirma o médico.

Para o gastroenterologista, a recomendação é aproveitar a estação sem exageros. “Se for se exercitar por um longo período, coma alimentos leve e evite abusar de comidas pesadas, gordurosas ou com muito açúcar”.

Viram? Com alguns cuidados simples é possível continuar a diversão sem perigo! Só ficar de olho nas crianças mais inquietas…

Boa diversão para vocês!

About the author

Giuliana Pierri, psicóloga clínica e mãe da Victoria. É extrovertida e fala até com as paredes. Sempre gostou de moda e, como mãe de menina, expandiu o seu interesse também por moda infantil. A maternidade me desacelerou um pouquinho (só um pouquinho!) e me proporcionou um pouco mais de paciência para aproveitar a vida ao lado da minha família.

5 Comentários

  1. Ariane Baldassin
    17/02/2017 at 20:25
    Reply

    Os mais antigos pegavam no pé quanto a isso, mas na verdade é bem isso que colocou. O problema não é a água em si. Adorei o post, super orientativo.

  2. Chris Ferreira
    17/02/2017 at 14:51
    Reply

    Muito legal dar a explicação. É imporessionante como tem muita gente que ainda hoje em dia acredita que faz mal o simples fato de entrar na água após comer.
    beijos
    Chris

  3. Roberta Duarte
    16/02/2017 at 11:01
    Reply

    Adorei as explicações, acabamos as vezes indo atras dos outros sem saber o que realmente é verdade.

  4. Gabi Miranda
    15/02/2017 at 21:21
    Reply

    Ahhh eu sabia que podia! Rsrs
    Mas não sabia as explicações, muito menos dos cuidados. 😉

  5. Jaqueline Bernardo
    15/02/2017 at 19:09
    Reply

    Assunto muito interessante pra nossa época do ano, é o que eu imaginava! Nada de comer demais e entrar na piscina com intenções atléticas rs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *